ALESC homenageia Federação de Judô pelos 45 anos

Fundada em 1973, FCJ conta com cerca de 9 mil associados, entre atletas e dirigentes

0
87
Presidente Moisés Penso (esquerda), acompanhado de seu pai Camilo Penso (segundo presidente na história da entidade) e Ademir Shultz, atual vice-presidente da FCJ, comemoraram as quatro décadas e meia de fundação da Federação Catarinense de Judô. Foto: Júlio Castro/CIFESC

     A Federação Catarinense de Judô (FCJ) completou, nesta terça-feira, 45 anos de fundação. Criada em 22 de maio de 1973, a entidade que tem nos seus quadros competitivos cerca de nove mil associados, entre atletas e técnicos, foi homenageada pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) em sessão solene na data de sua fundação com a presença de inúmeras autoridades esportivas, entre as quais presidentes e representantes de clubes e associações responsáveis por aproximadamente 20 mil praticantes no território catarinense.

     A arte marcial japonesa ingressou em Santa Catarina em meados da década de 60 do século passado. Já a FCJ nasceu em Videira, por iniciativa da Associação Videirense de Judô que em 2019 completa 50 anos. Além da Associação Videirense, a SER Sadia (Concórdia) e a Associação Juventude (Caçador) são as únicas entidades fundadoras em atividade no Estado.

     Deste sua fundação, a FCJ apresentou altos índices numéricos de crescimento, tanto de praticantes quanto de professores da modalidade. Nos últimos 10 anos, segundo o presidente da Federação Catarinense de Judô (FCJ) Moisés Penso, o judô seguiu uma linha ascendente de modernidade.

     “Hoje podemos nos orgulhar de vermos um judô que se modernizou muito em nosso Estado, tanto em qualidade, quanto em estrutura disponibilizada para todos os praticantes e competidores. O nível técnico de nossos atletas se reflete nas expressivas conquistas que temos no segmento de rendimento, até mesmo fora de nosso Estado”, analisou Moisés Penso.

     O presidente ainda acrescenta que entre os fatores que contribuíram para a modernidade do judô catarinense está a ampla divulgação – nos mais variados segmentos da mídia – dos mais de 25 eventos anuais promovidos pela FCJ. Em 2018, no ano que completa 45 anos, uma das inovações foi a adoção das transmissões dos eventos ao vivo pela Internet em parceria com a Central de Imprensa das Federações Esportivas de Santa Catarina (CIFESC). “Definitivamente, estamos na vanguarda do judô catarinense. Isso qualifica, dá visibilidade e valoriza nossos parceiros e atletas”, completou Moisés Penso.

     A Sessão Especial em comemoração aos 45 anos de fundação da FCJ foi uma preposição do deputado estadual Natalino Lázare. Entre as autoridades presentes no evento, destaque para o presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), o catarinense Sílvio Acácio Borges, que é ex-presidente da FCJ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here