Impossibilitada de receber recursos, contrapartida a Jaraguá será em equipamentos esportivos

0
494
Natália Lúcia Petry e Augustinho Ferrari têm nos Parajasc um grande evento que abre as portas de Jaraguá do Sul para os grandes eventos esportivos. Foto. Rogério Talini.

Por Pedro Bortoloti Jr.

A 14ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos (Parajasc), que prossegue até o dia 14 em Jaraguá do Sul, agrega 1.792 atletas de 46 municípios. Os números denotam estrutura para um evento de nível Estadual. Os profissionais envolvidos da Comissão Central Organizadora (CCO) com base em Jaraguá, são 34, os da Fesporte, entidade promotora, 58 e a equipe de arbitragem soma mais de 200. São 26 os alojamentos, 13 os locais de competição e 10 as modalidades adaptadas.

      O aspecto mais importante da competição, segundo a presidente da Fesporte, Natália Lúcia Petry (na foto), é o seu mérito, que passa pelas questões de superação, estima, preparo físico, qualidade de vida e inclusão social dos paradesportistas. “Santa Catarina é reconhecida pelo Comitê Paralímpico pela referência no desporto escolar e também no paradesportivo. Trata-se de um modelo a ser seguido pelos outros estados, então, a competição está em casa. Jaraguá do Sul precisa atrair grandes eventos para aproveitar a estrutura que disponibiliza”, avalia.

Em 2020 a cidade será a sede dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) e há uma expectativa de trazer para o município, em 2019, a Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). A decisão será tomada após a Olesc deste ano, que ocorre em Timbó e Indaial, de 30 de novembro a 8 de dezembro.
A presidente explicou que não houve tempo hábil de repasse financeiro para o município pelo fato de Itajaí ter desistido de sediar o Parajasc, mas que a forma de compensação encontrada pelo governo do Estado foi a entrega de kits esportivos para as escolas que servem de alojamento e material esportivo para a Secel, num montante de aproximadamente R$ 250 mil. O período eleitoral também contribuiu para a indisponibilidade no repasse de recursos do Estado a Jaraguá do Sul para sediar os Parajasc.

O material de expediente também foi disponibilizado pela Fesporte. A presidente lembrou, na manhã de hoje, num encontro com a Comissão Organizadora, do retorno econômico que o evento proporciona ao município. Na ocasião, a presidente agradeceu à equipe envolvida no processo. “São comprometidos e empenhados e não tenho dúvida de que esta será reconhecida uma das melhores edições do Parajasc pela excelência na organização”, disse.

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Augustinho Ferrari que também recebeu a equipe de organização, disse que a cidade está feliz em sediar um evento deste porte. A presidente da CCO, Cleide Mosca comentou que nem o tempo, considerado curto, nem a escassez de recursos serão empecilhos para o Parajasc.

Parajasc 2018

Municípios participantes
Abelardo Luz, Agrolândia, Joaçaba, Arabutã, Joinville, Balneário Camboriú, José Boiteux, Blumenau, Lages, Biguaçu, Maravilha, Braço do Norte, Navegantes, Brusque, Orleans, Camboriú, Pomerode, Capinzal, Pouso Redondo, Chapecó, Presidente Getúlio, Concórdia, Rio do Sul, Criciúma, Salto Veloso, Curitibanos, Santa Cecília, Faxinal dos Guedes, São Bento do Sul, Florianópolis, São João do Oeste, Gravatal, São José, Ibirama, São Miguel do Oeste, Içara, Timbó, Indaial, Tubarão, Itajaí, Videira, Itapiranga, Xanxerê, Itapoá, Xaxim e Jaraguá do Sul.

Locais de alojamento
Escolas Giardini Luiz Lenzi, Valdete Piazera Zindars, Erich Gruetzmacher, Julius Karsten, Heleodoro Borges, Lauro Zimmermann, Alfredo Zimmermann, João Romário Moreira, Abdon Batista, Roland Harold Dornbusch, Elza Granzotto Ferraz, Almirante Tamandaré, Alvino Tribess, Lilia Ayroso Oechler, Centro de Educação de Jovens e Adultos, Holando Marcelino Gonçalves, Euclides da Cunha, Lino Floriani, José Duarte Magalhães, Miguel Couto, Elisa Cláudio de Aguiar, CMEI Maria Mokwa Kiatkosky, CMEI Gustavo Matedi, Apae Jaraguá do Sul, Paróquia Apóstolo João e Arena Jaraguá.

Locais das competições Modalidade
Arena Jaraguá Basquetebol e handebol Deficiente físico;
Armalwee Futsal deficiência intelectual;
Arsepum Bocha e futsal deficiências física e auditiva;
Beira Rio Bocha deficiência física e goalball;
Centro Esportivo Murillo Barreto de Azevedo Atletismo;
Clube Atlético Baependi Bocha deficiência intelectual;
Clube de Bocha Arduino Pradi Bocha deficiência intelectual;
Ginásio de Esporte Arthur Müller Basquetebol deficiência intelectual;
Parque Municipal de Eventos (pavilhão A) Tênis de mesa e bocha paralisia cerebral;
Parque Municipal de Eventos (pavilhão C) Xadrez e Bocha deficiência visual;
Acaraí Natação e bocha def. intelectual e auditiva;
Sociedade Desportiva e Recreativa Amizade Bocha deficiência intelectual;
Rota dos Hotéis Ciclismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here