Temáticas retratam o Brasil contemporâneo no palco do Dança Catarina

0
156
Com a coreografia “Ordem e Progresso”, a Escola de Educação Básica Victor Konder, de São Francisco do Sul conquistou o troféu de campeã. Foto: Júlio Castro.

Por Júlio Castro

     A energia no palco ficou evidenciada. Os holofotes sobrepostos aos bailarinos e bailarinas que protagonizaram cada apresentação tirou o fôlego de quem testemunho um dos mais importantes espetáculos de dança que já passaram pela cidade de Gaspar, no Vale do Rio Itajaí. Nas noites de sábado e domingo, dias 20 e 21 de outubro, o 19º Festival Escolar Dança Catarina, promovido e realizado pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) inaugurou, com maestria, a etapa regional com participação de aproximadamente 350 bailarinos de 16 escolas dos municípios da regional Leste-Norte.

     Diante de um ginásio lotado, os protagonistas do espetáculo trouxeram ao público reflexões que a dança e suas variantes conseguem produzir. Do desemprego às formas de tratamentos dos patrões aos empregados e o descaso com determinadas regiões do país, em fim, o Dança Catarina de seus bailarinos e coreógrafos abordou com profundidade a realidade brasileira.

     “O Dança inaugurou, a partir deste ano, uma nova fase. Manteve a parte estética e beleza de suas apresentações, mas se aprofundou nas temáticas brasileiras utilizando-se de arte como forma de protesto instaurando no público uma sublime reflexão”, conceitua a coordenadora do festival Mapi Cravo. Ela acrescenta que além de falar com os corpos dos bailarinos, também repercute nos corpos de quem assiste.

     A presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry, que participou da abertura e encerramento do Dança Catarina, confessa que o evento se sobrepõem a muitos espetáculos do gênero que existem no Estado. “Foi tudo muito bonito. As escolas, seus bailarinos, coreógrafos, os figurinos e as temáticas chamaram muito a atenção. A dança como arte de expressar sentimentos e expor a quem a assiste uma reflexão sobre o que nos rodeia, sempre será um grande instrumento de interação”, pondera a presidente da Fesporte.

     Atrações à parte, o domingo foi marcado por brilhantes apresentações dificultando, inclusive, a atuação dos jurados ao eleger as melhores performances. Com a coreografia “Ordem e Progresso”, a Escola de Educação Básica Victor Konder, de São Francisco do Sul conquistou o troféu de campeã na categoria infantil dança livre. Em segundo lugar ficou a Escola Municipal Prefeito Geraldo Wenzel de Joinville com a coreografia “Sombra D´Alma”. A categoria ainda teve o troféu de terceiro lugar conquistado pela Escola Prefeito Marcus Rauh de Indaial com a coreografia Embrace.

     A maior pontuação na Categoria Juvenil, Dança Livre, foi obtida pela Escola de Educação Básica Tufi Dippe de Joinville. Dos 10 jurados, nove qualificaram a coreografia “Nordeste Independente” com pontuação máxima: 10, sendo 9.98 a nota da vitória. Os bailarinos atuaram quase que perfeitamente desenvolvendo uma crítica ao descaso de algumas regiões do Brasil ao potencial cultural e econômico que a região Nordeste representa para o Pais.

Alunos da Escola Tufi Dippe de Joinville retrataram a realidade dos estados do Nordeste do País com o alerta ao que já foi produzido para a cultura bem como a participação de seu povo na construção de grandes cidades e sua importância econômica para o Brasil. foto: Júlio Castro.

     O segundo lugar ficou com a Escola Professor João Rocha, de Joinville. Na performance coreografada com nota 9.31, o “biopsiquismo”. Em terceiro lugar, com nota 9.20, ficou a Escola Gertrudh Aichinger, de Ibirama, com a coreografia “Senzala”. A Fesporte, por meio de sua diretoria e coordenação do evento faz um agradecimento público aos servidores da Prefeitura de Gaspar que não mediram esforços para que o evento se transformasse em pleno sucesso.

     Considerado o maior evento de Dança Escolar do Brasil, o Festival Escolar Dança Catarina tem como principais objetivos fomentar a dança na escola e salvaguardar a educação integral da criança e adolescente na construção de sua cidadania. Após Gaspar o Festival Escolar Dança Catarina, chegará, entre os dias 9 e 10 de novembro, à cidade de Itá, sede da regional Oeste, que abrange as escolas representantes das ADRs de São Miguel do Oeste, Dionísio Cerqueira, Itapiranga, Palmitos, Maravilha, São Lourenço do Oeste, Quilombo, Xanxerê, Chapecó e Seara.

     A terceira regional será a Sul em Balneário Camboriú, entre os dias 16 e 17 de novembro, com as disputas entre as escolas das ADRs da Grande Florianópolis, Brusque, Itajaí, Laguna, Tubarão, Criciúma, Braço do Norte e Araranguá.

     E por fim a quarta e última regional, a Centro-Oeste, entre os dias 23 e 24 de novembro, em Caçador, envolvendo as escolas das ADRs de Lages, São Joaquim, Campos Novos, Curitibanos, caçador, Joaçaba, Videira, Mafra, Canoinhas e Concórdia. Participam da fase regional as escolas campeãs e vices da fase microrregional de sua região.

Resultados da 1ª Regional da 19ª edição do Festival Escolar Dança Catarina

Categoria Juvenil

Col. Escola                        Cidade                   Coreografia                         Nota

1º EEB Dr. Tufi Dippe         Joinville                 Nordeste Independente        9.98

2º EEB  João Rocha            Joinville                 Biopsiquismo                       9.31

3º EEB Gertrud Ainchiger    Ibirama                  Senzala                              9.20

4º EEB Gertrud Ainchiger     Ibirama                  Refúgio                              8.85

5º EEB Guilherme Dalri        Salete                    Minha Voz                          8.61

6º EEB   Honório Miranda     Gaspar                   Uma segunda chance         8.49

7º IFSC                              Gaspar                   Forbidden Love                  8.29

8º EEB   Tereza Cristina       Laurentino             Empoderamento Feminino   8.08

Categoria Infantil

1º  EEB Victor Konder         S. F. do Sul            Ordem e Progresso               9.15

2º EM Geraldo Wetzel         Joinville                 Sambra D´Alma                    9.15

3º EEF Marcus Rauh           Indaial                   Embrace                                9.14

4º EEF  Marcus Rauh           Indaial                   Igualdade: Presente               8.91

5º EMEB Tancredo Neves     Pres. Getúlio         Batalhão Fênix: Treinamento     8.87

6º EMEB Tancredo Neves     Ibirama                  Bem-Vindos ao Nosso Reino    8.85

7º EEB Exp. Mário Nardelli    Rio do Oeste         Perdidas mundo das loucuras    8.30

8º EEB Vitório A. Cardoso      Gaspar                   La La Land                            8.18

9º EEB Walter Probst             Aurora                    Revolução das máquinas       8.15

10º EEB Tereza Cristina        Laurentino             Criança ou mulher                   7.89

11º EEB Aleixo Dellagustina  Ituporanga             A última dança                        7.82

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here