“Para-Floripa, Um dia de Vivência”, é atração na Beira Mar Norte

O 1º Para-Floripa – Um dia de Convivência, será o primeiro de uma série de quatro que serão promovidos anualmente

0
164
Evento é o primeiro de uma série que acontecerá anualmente com o objetivo de promover a inserção de pessoas com deficiência física na sociedade. Foto: Divulgação/AFESC

A Associação das Federações Esportivas (AFESC), em parceria com a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Florianópolis, realizam no sábado e domingo, dias 26 e 27, o 1º Para-Floripa Um Dia de Vivência. Um evento único, exclusivamente voltado para pessoas com diferentes deficiências físicas. Ele acontecerá no bolsão da Casan, na Avenida Beira Mar Norte, como parte do programa comemorativo aos 349 anos de fundação de Florianópolis.

O Para-Floripa deve receber, entre atletas e público, aproximadamente 1000 pessoas. O objetivo é, além de promover e divulgar a prática para-esportiva, permitir uma interação da população com os praticantes das modalidades esportivas adaptadas às necessidades de cada praticante. Soma-se ainda a oportunidade para que as associações participantes possam mostrar ao público suas atividades sociais e esportivas.

Entidades, como a Associação de Surdos da Grande Florianópolis, a Associação Catarinense de Esporte Adaptado (ACESA), Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos (Aflodef), Associação Catarinense para Integração dos Cegos (ACIC) e a Federação Catarinense de Para-Jiu-Jitsu já confirmaram participação com dezenas de seus para-atletas.

Eles estão inscritos nas modalidades de bocha paralímpica, tênis de mesa, xadrez para cegos, handebol e basquete em cadeira de rodas, ciclismo para cegos, jiu-jitsu paradesportivo, voleibol sentado e ainda um torneio de basquete 3×3. A intervenção de profissionais especializados no paradesporto será constante.

Um dos coordenadores da iniciativa e especialista no assunto, João Cascaes, destaca que o programa ainda contará com simulação de orientação e mobilidade para cegos com o objetivo de permitir vivência com a realidade dos deficientes. “O pessoal da ACIC vai montar um espaço com obstáculos, onde as pessoas vendadas serão orientadas como se fossem cegas, bem como uma aula de libras, a linguagem de sinais”, informa Cascaes.

O 1º Para-Floripa – Um dia de Convivência, segundo a organização, será o primeiro de uma série de quatro que será promovido anualmente. Ele é uma realização da Associação das Federações Esportivas de Santa Catarina (AFESC), em parceria com a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e a Fundação Municipal de Esportes (FME) de Florianópolis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here